Ver o reino de Deus – Jo 3.1-3

photo-1570120783730-3d0c90fcd330

Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele“. João 3.1-2

O que podemos descobrir neste texto sobre a pessoa de Nicodemos? Seu nome significa “vitorioso”. Ele fazia parte de um grupo separatista chamado de “fariseus”. Segundo um dicionário bíblico, era uma “seita que parece ter iniciado depois do exílio. Além dos livros do AT, os Fariseus reconheciam na tradição oral um padrão de fé e vida. Procuravam reconhecimento e mérito através da observância externa dos ritos e formas de piedade, tal como lavagens cerimoniais, jejuns, orações, e esmolas. Comparativamente negligentes da genuína piedade, orgulhavam-se em suas boas obras. Mantinham de forma persistente a fé na existência de anjos bons e maus, e na vinda do Messias; e tinham esperança de que os mortos, após uma experiência preliminar de recompensa ou penalidade no Hades, seriam novamente chamados à vida por ele, e seriam recompensados, cada um de acordo com suas obras individuais. Em oposição à dominação da família Herodes e do governo romano, eles de forma decisiva sustentavam a teocracia e a causa do seu país, e tinham grande influência entre o povo comum. De acordo com Josefo, eram mais de 6000. Eram inimigos amargos de Jesus e sua causa; foram, por outro lado, duramente repreendidos por ele por causa da sua avareza, ambição, confiança vazia nas obras externas, e aparência de piedade a fim de ganhar popularidade”. 

Nicodemos era um homem profundamente religioso, inteligente e influente entre seus pares e o povo judeu. Ele foi conhecer pessoalmente a Jesus, mas dada a sua posição e seus pressupostos bíblicos e teológicos ele foi amparado pelo manto da escuridão. Apesar de ser um encontro escondido dos olhos do povo Nicodemos esperava que fosse algo bom e revelador para sua vida. 

Nas palavras de Nicodemos observamos o que ele já sabia e estava convencido: 1) Jesus era um homem de Deus, um profeta; 2) Os sinais da presença de Deus na vida de Jesus eram inequívocos aos seus olhos. Tais conhecimentos eram importantes e válidos, mas não asseguram o desejo de sua alma: ver o reino de Deus. Jesus sabendo disto lhe disse em seguida: “em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” – Jo 3.3.

Existem muitas pessoas que são como Nicodemos: religiosas e inteligentes. Acreditam que Jesus é o melhor homem que já existiu neste mundo, crêm em céu e inferno, em anjos, observam rituais, fazem boas obras na esperança de ganhar alguns “pontos” com Deus. Infelizmente para elas isso não é o suficiente para ganhar um “passe livre” para o reino de Deus. Aliás, nenhuma obra pessoal tem mérito suficiente para isto, a não ser a realizada por Cristo Jesus. É preciso começar de novo, começar do ponto “zero” instituído na cruz e confiar somente em Jesus para a salvação. Sem isto é impossível ver o reino de Deus.

Você já nasceu de novo?

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.