Ajuda-nos.

À noite, sobreveio a Paulo uma visão na qual um varão macedônio estava em pé e lhe rogava, dizendo: Passa à Macedônia e ajuda-nos” – At 16.9

 

Existem muitas pessoas no mundo precisando de ajuda. Muitas estão ao relento – seja por pobreza extrema, ou opção por abandonar a família, ou para saciar vícios, ou em busca de refúgio em outro país, enfim, são milhões de carentes. Elas precisam bem mais do que um olhar de comiseração – precisam de uma ação efetiva dos governos e das entidades sociais. 

Além desta mazela física está o sofrimento causado pela ignorância espiritual. Enquanto a primeira mata o corpo, a segunda pode levar o indivíduo para a morte eterna. O verso citado tem como pano de fundo exatamente esta questão, e dele quero retirar três pontos:

1) Paulo teve uma visão. Não era sonho nem tampouco um delírio, mas sim uma imagem nítida de um homem grego, provavelmente reconhecido como tal pelas vestes distintivas das demais nações. Era uma visão concedida por Deus para algo que Paulo poderia ter imaginado fazer, mas ainda não tinha se disposto a isto. 

2) O macedônio estava em pé. Como era noite, Paulo e seus companheiros deveriam estar ao redor da fogueira, sentados ou quem sabe já preparados para deitar. O fato dele estar em pé significava a urgência que a mensagem requeria: prontidão e desprendimento. 

3) O macedônio suplicava ajuda. Não era ajuda humanitária nem era em busca de alguém para livrá-los do poder de Roma. A ajuda aqui é para saírem das trevas, para conhecerem o evangelho de Cristo, para serem libertos do mal. 

Paulo entendeu aonde precisava ir e agora tinha o conhecimento do por que o Espírito Santo os havia impedido de ir para a Ásia e para as regiões da Turquia (At 16.6-7). Lucas narra que assim que Paulo teve a visão ele e seus companheiros de viagem concluíram que Deus os havia chamado para anunciar o evangelho (At 16.10). Apesar de somente Paulo ter a visão o chamado era para todos. 

O evangelho já chegou a maioria dos povos conhecidos. A internet tem sido um instrumento muito útil para a propagação das boas novas, porém muitas pessoas ainda não conhecem o poder transformador do evangelho. Elas carecem de alguém que lhes fale a verdade, que os ajude a sair das trevas para a maravilhosa luz. É possível que algumas delas estejam muito próximas de você e precisando justamente da sua ajuda. Que tal atender ao chamado do Senhor e pregar a elas o evangelho da salvação?

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel