PRESENTE DE NATAL

PRESENTE DE NATAL

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” – Is 9.6

É bom dar e receber presentes no natal. Talvez esta prática remonte aos magos que vieram do oriente e ofertaram ouro, incenso e mirra ao menino Jesus. Presente bom é aquele que é útil, agradável, que produz valor sentimental e gera uma grande alegria.
O lado “ruim” do natal é o ensinamento que o mundo oferece a respeito do “dar e receber”. Primeiro vendem a ilusão de uma pessoa capaz de satisfazer os desejos materiais (Noel); depois o reforço constante da meritocracia (criança malcriada não ganha presente); por fim a insistência em bens materiais (carrinhos, bonecas, restauração familiar, etc). Quanta tristeza o mundo oferece na noite de Natal! Quantas esperanças frustradas!
Se existe um lado “ruim”, certamente existe um lado “bom” que deve ser contemplado. Natal é o dia em que comemoramos a encarnação do Verbo, a presença física de Deus no mundo – Jesus Cristo. Ele veio não para realizar desejos, mas para sanar necessidades espirituais; veio para unir o Deus criador com o homem decaído, para salvar os escolhidos, para derramar sua graça – totalmente de graça – sobre as pessoas a quem ele quer bem (Lc 2.14). Quem nele espera não ficará frustrado e suas esperanças serão concretizadas. Para os cristãos, natal é dia de grande alegria, paz e perdão, e por isto também é dia de adoração. É dia de curvar-se diante do Senhor, de entregar-lhe um presente especial: o seu coração. Coração aqui é uma referência ao centro de toda a vida física e espiritual, fonte e lugar dos pensamentos, paixões, desejos, apetites, afeições, propósitos e esforços; sede do entendimento, da faculdade, da inteligência, da vontade e caráter, da alma na medida em que é afetada de um modo ruim ou bom e gera ações concretas. Coração corresponde ao “eu” que se rende aos pés do Senhor.
Neste natal lembre-se que a pessoa mais importante não é você, nem é um de seus parentes mais chegados ou é seu cônjuge amado: é Cristo Jesus. Ele deve ser adorado, ele deve ser reverenciado, ele deve ser o centro de toda a atenção.
Que o Senhor todo poderoso vos dê um dia esplêndido em sua presença!

Feliz Natal!
Rev. Joel