Em direção ao alvo.

… prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” – Fl 3.14

 

Todas as pessoas fazem planos para suas vidas. Estabelecer objetivos alcançáveis a curto, médio e longo prazo é salutar, pois revela o desejo de desenvolver, crescer, progredir para uma condição melhor daquela que presentemente vive. 

Partindo deste pressuposto podemos afirmar que maridos responsáveis traçam os caminhos de seus passos para que suas esposas e filhos possam segui-los e apoiá-los como convém no Senhor; “mutatis mutantis” o mesmo se aplica aos solteiros (homens e mulheres) que devem estabelecer para si mesmos aonde querem chegar no futuro imediato e eterno. 

O apóstolo Paulo falou a respeito da sua situação como homem solteiro, como líder espiritual de muitos e, acima de tudo, como alguém que buscava agradar ao Senhor. Seu “alvo” era alcançar a ressurreição dos mortos (Fl 3.11) mediante o conhecimento (intimidade), e o poder da ressurreição de Cristo, e a comunhão com os seus sofrimentos (3.10). Era óbvio que Paulo ainda não tinha alcançado seu objetivo (3.12), mas ele prosseguia firme neste seu propósito e, em momento algum se prendia ao presente ou ao passado, pelo contrário, mantinha o foco para não sair do trajeto proposto (3.13-14). A palavra grega que ele usa e foi traduzida como “prêmio” refere-se à recompensa daquele que se tornou vitorioso – um atleta que tornou-se vencedor ao suplantar os outros competidores; assim sendo, para Paulo o prêmio da soberana vocação era a ressurreição dos mortos em Cristo Jesus.  

A artimanha de Satanás foi, é e sempre será justamente oferecer aos filhos de Deus “iscas” que atraiam seus olhos para que, uma vez distraídos (ou fisgados), abandonem seus alvos espirituais e morais; ao conseguir seu intento, eles se tornarão “atletas” que não darão o seu melhor, o seu máximo e, por isto, não ocuparão o lugar mais alto do pódio. 

Qual é o seu objetivo? Aonde você quer chegar? Onde estão fixos os seus olhos?

Sugiro que você atente para as palavras de Paulo: “uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão…” Sempre é tempo de voltar a fixar seus olhos em Cristo e alcançar a vida eterna.

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel