Morada de Deus.

Respondeu Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada” – Jo 14.23

 

A idéia de que Deus mora nos céus e de lá observa a todos os homens é bíblica (1Rs 8.39; 2Cr 20.6; Sl 2.4; 11.4; Ec 5.2; Mt 6.9; Mt 23.9; At 7.55; Ef 6.9; Ap 4.2, 11.19). No entanto, é provável que você tenha ouvido a frase: “atravessei os céus, olhei para os lados e não vi Deus”, que é atribuída a Yuri Gagarin, o primeiro cosmonauta a entrar na órbita terrestre em 1961; se isto é verdade, onde Deus mora?

A primeira informação que precisamos nos lembrar é que nem todas as pessoas conseguem ver Deus. Apesar de terem visão perfeita, não conseguem enxergar a presença de Deus na vida que está ao seu redor, seja ela carnal ou vegetal; também não conseguem ver isto na beleza das montanhas, nem no espetáculo dos céus iluminados nas noites escuras, nem tampouco no sol que brilha durante o dia ou na chuva que rega a terra. Tais pessoas preferem atribuir todas as coisas à obra do acaso, da evolução ou da ação do homem.

Outra informação que devemos considerar é que Deus é espírito (Jo 4.24) e como tal não possui um corpo físico visível, pois é etéreo (definição física: fluído imaterial hipotético que permeia todo o espaço). A doutrina da trindade nos revela que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito são um só, e em assim sendo, podemos entender que o Espírito de Deus que envolveu e fecundou a terra, e dela vez brotar a vida através de sua Palavra (Verbo divino) era o próprio Deus trino (Gn 1). 

O verso de hoje tem como pano de fundo a instrução de Jesus aos seus discípulos sobre sua manifestação pessoal mediante o amor que a pessoa devota a Jesus através da obediência aos seus mandamentos; quem assim procede é amado por Deus Pai e pelo Deus Filho, e a este – e tão somente a este – Jesus se manifestará como quem de fato ele é (Jo 14.21). O outro Judas (não o Iscariotes) perguntou-lhe de onde procedia esta informação (v.22), e a resposta de Jesus está no texto escolhido de hoje: do amor de Deus. Quem ama ao Senhor e a sua Palavra os têm em seu coração, e revela isto em cada palavra dita, em cada pensamento, em cada ação realizada. Na primeira carta de João ele desenvolve melhor este conceito dizendo: “Aquele, entretanto, que guarda a sua palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos nele: aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou” – 1Jo 2.5-6. 

Disse o profeta Isaías: Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos – Is 57.15. 

Concluímos, então, que Deus mora no coração daquele que sinceramente ama a Jesus e os seus mandamentos. 

Deus já fez morada em sua vida?

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel