Saudades – Fl 4-5

saudade

Dou graças ao meu Deus, lembrando-me, sempre, de ti nas minhas orações, estando ciente do teu amor e da fé que tens para com o Senhor Jesus e todos os santos” – Filemon 4-5 

Saudade é um sentimento intenso, capaz de fazer chorar pelos que estão longe, e se alegrar com a mínima possibilidade de vê-los em breve. Sua força evoca lembranças profundas e às vezes provoca uma mudança de humor. Geralmente, a saudade é nostálgica e traz ao lume coisas simples que já não existem mais, independentemente do motivo por que deixaram de existir. 

Saudade é uma palavra que usamos muito hoje em dia. Saudade de viajar, saudade de visitar amigos e parentes, saudade de ir à igreja, saudade do tempo em que ninguém usava máscaras de pano… 

O apóstolo Paulo sentia saudade do seu amigo e irmão Filemon. Diferente do nosso tempo, não havia outro recurso para minimizar a saudade do que escrever uma carta. Escrever extravasava um pouco da pressão e oportunizava registrar o apreço que havia um pelo outro. Isto pode ser visto nestes versos dedicados por Paulo para Filemon. Primeiro porque ele era grato a Deus por ter conhecido o seu amigo, e depois porque Filemon saberia que estava sempre nas lembranças de Paulo e contava com suas orações diante de Deus. Outro fato que o texto mostra é que Paulo buscava saber como estava o seu amigo através de outras fontes, e estava feliz porque ouvia falar do amor e da fé que ele possuía não só para com Jesus como também para todos os santos – os crentes que precisavam de ajuda. 

Hoje nossa saudade pode ser mitigada com um telefonema feito na segurança de nossos lares. Não escrevemos mais cartas, mas podemos mandar um “whats” ou “e-mail” para registrar nosso apreço pelos nossos amigos e irmãos; além disto, podemos buscar informações sobre como andam estes queridos, se estão necessitando de algo, se estão firmes na fé. 

É bom receber mensagens de carinho e conforto. É bom saber que temos amigos e irmãos em Cristo que estão com saudades de nós. É bom saber que estamos na “lista de orações” de alguém. 

Amados, escrevo as pastorais porque estou com saudades de todos vocês. Vocês são meus amigos e meus irmãos queridos, e meu desejo é fortalecê-los e orientá-los todos os dias que posso. Vocês estão em minhas orações e em meu coração. Agora me dirijo a cada um em particular: Sou grato a Deus por sua vida e sou imensamente grato ao Senhor por ser seu pastor. 

Que o Todo Poderoso os abençoe cada vez mais!

Um bom e abençoado dia.

Rev. Joel

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.