Romanos 6.23 – O Salário do Pecado – Parte 2

maxresdefault

Todos merecem morrer segundo as escrituras sagradas. Deus não seria injusto se enviasse todos para o inferno (morte eterna). Lá é o lugar para os pecadores, e as regras são bem claras. 

Um sofisma bem comum é acreditar que Deus ama a todas as suas criaturas e, por isto, não irá cumprir o que falou. De fato o Senhor ama suas criaturas e as sustenta todos os dias, lhes dá vida, vigor, trabalho, subsistência, proteção e tantas outras coisas durante o tempo de existência que determinou para cada uma delas. Mas vida após a morte? Proteção eterna? Isto não é para todos…

Aprouve ao Senhor salvar algumas pessoas no exercício de sua misericórdia. Não porque são melhores, mais justas, mais honestas ou qualquer outro mérito pessoal que pudesse oferecer alguma vantagem sobre os demais; resolveu salvar porque assim desejou. É o que Paulo chamou de “dom” em Romanos 6.23. É interessante esta palavra porque “dom” e “gratuito” tem o mesmo significado – um presente sem custo, dado por desejo de ofertar. É importante ressaltar que é sem custo para quem recebe, não para quem dá. Foi pago um alto preço para que a vida eterna fosse concedida para algumas pessoas – o sacrifício vicário de Cristo na cruz. Somente aqueles que são agraciados com outro presente – a fé em Jesus – são capazes de entender a maravilhosa graça deste presente e usufruir dele com sabedoria (Ef 2.8-9 e João 1.12). 

Espero sinceramente que você seja uma destas pessoas cuja vida foi alcançada pelo presente da salvação em Cristo Jesus, e que foi transformada de criatura em filho de Deus. Somente através de Cristo é que podemos sair da condenação da morte eterna (Rm 8.1) e assim vivermos eternamente ao lado de Deus. 

Louvado seja Deus por tão maravilhoso presente!

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.