Novo nascimento – Jo 3.5

Novo-nascimento-em-Cristo-2yl5wj4n2fr0ccub4hwkcg1

“Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?” – João 3.4

Como sabemos, Nicodemos era um homem religioso e inteligente. Mesmo uma pessoa com estas qualidades não tem todas as respostas que precisa, principalmente quando estas se referem ao reino de Deus. No verso 3 Jesus fala a respeito do desejo de Nicodemos em ver o reino de Deus. Muito provavelmente não queria ser como Moisés que viu a terra prometida e não entrou (Dt 34.4). Ele queria ver e participar, queria “estar dentro”, mas para isto era necessário nascer de novo. Esta era uma informação que escapava do seu conhecimento e entendimento. Como poderia nascer se já era velho? A pergunta que ele fez a Jesus era retórica, pois sabia que isto era impossível e queria que Jesus concordasse com ele. 

Jesus desconsiderou sua pergunta e explicou como se dá este novo nascimento: “Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus“. Nascer da água era uma referência clara ao batismo. João batizava nas águas do Jordão e os fariseus sabiam disto; sabiam também o significado que era abandonar a vida de pecados e se consagrar a Deus. A água tinha o simbolismo de lavagem, de purificação, de levar embora toda a sujeira. Nicodemos podia entender estas coisas. Pessoas que estavam arrependidas de seus erros queriam uma nova oportunidade para viver de forma digna e, assim almejar o reino de Deus; mas nascer do Espírito? O que isto significava? Que doutrina era aquela? 

Jesus sabia quais eram os pensamentos dele e por isto completou: “O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo“. 

A mesma dúvida que assolou o coração de Nicodemos também tem perturbado muitas pessoas. A explicação está na ordem dos fatos. Quando o Espírito Santo de Deus revela Jesus como o Filho unigênito, como o próprio Deus encarnado, então tudo passa a fazer sentido. Sem o Espírito é impossível ser convencido do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8-11); e sem o testemunho do Espírito é impossível ter convicção real de ser filho de Deus (Rm 8.16).  Conversão, arrependimento, batismo e vida cristã verdadeira são decorrentes deste novo nascimento promovido pelo Espírito Santo e não pela decisão do homem; e todo o que é nascido do Espírito passa a ser guiado pelo Espírito (Jo 3.8). 

Este é um conhecimento profundo que Deus revelou através de Cristo e da Palavra. Para algumas pessoas isto faz sentido imediatamente, de forma clara como o dia ensolarado; para outras, por mais inteligentes e religiosas que sejam, demora um pouco mais, como aconteceu com Nicodemos; e para outras pessoas isto jamais fará sentido, e assim continuarão em seus próprios caminhos seguindo os desejos de seus próprios corações. 

Isto faz sentido para você?

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel 

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.