Medo

medo

Quem tem medo sente uma profunda necessidade de esconder-se. O funcionário que cometeu  uma falta tentará desviar-se do seu chefe; um marido que mentiu para sua esposa não a fitará nos olhos; um adolescente enamorado não se declarará por medo  se ser rejeitado. E por aí vai… 

Os discípulos também tiveram medo. Certa vez, reunidos depois da crucificação,  eles estavam de portas cerradas (trancadas) com medo dos judeus (Jo 20.19). Eles viram grandes milagres, ouviram palavras de encorajamento, se “alimentaram” de Jesus, mas mesmo assim tiveram medo. 

Nós também somos acometidos pelo medo. Medo de errar e decepcionar aqueles que amamos. Às vezes temos vontade de ficar dentro de casa, longe dos olhos das pessoas. O medo nos faz sentir que nossa fé é pequena demais para nos expormos diante do Senhor ou de quem quer que seja. Era assim que os discípulos estavam. Haviam abandonado Jesus, falhado com seu mestre. 

O que nos surpreende é a atitude de Jesus. Ele vem até seus discípulos e se apresenta no meio deles não para julgá-los, mas para lhes tirar o temor e renovar as esperanças. Suas palavras são um bálsamo para aquelas almas feridas: Paz seja convosco! Paz é justamente o que não se tem quando o medo toma conta do nosso ser. 

Quais são os seus medos? O que é que tem assombrado a sua alma?  Jesus quer lhe dar a sua paz, a única capaz de retirar seus medos, consolar e confortar sua vida. 

Aceite a Paz que o Senhor quer lhe dar.

Uma Boa e Abençoada Semana!

Rev. Joel

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.