Mateus 5.6 – Feliz o faminto

justica_2-1-1024x768

Bem-aventurados os que têm fome e se de justiça, porque serão fartos”.

Seria utopia esperar que o mundo pecador fosse um lugar onde a justiça triunfaria. É bem verdade que aqui ou acolá se vêem alguns eflúvios de atos de justiça, mas no geral, independentemente em que país seja ou qual religião predomine sobre as pessoas, a corrupção as impregna e induz a cometerem diversas injustiças. 

Meu olhar é irônico ao deparar-me com qualquer estátua da justiça feita por mãos humanas. Seus “olhos” estão vendados para ver o lado para o qual a balança irá pender. A espada nua em suas mãos é um objeto inútil, uma vez que não sabe distinguir quem é o injusto. A estátua em frente ao supremo tribunal federal de justiça em Brasília é icônica: “roubaram” a sua balança, e está sentada porque cansou de esperar que a justiça prevalecesse em nosso país.

Ficamos indignados com a falta de justiça, de honestidade, de honra, das virtudes tão necessárias para uma sociedade verdadeiramente igualitária; nossa alma se consome diante disso e nosso clamor por auxílio divino chega aos ouvidos de Deus (Sl 4.1). Ah se não fosse a justiça divina… ah se não fosse o Senhor a mover os homens segundo os seus propósitos… O que seria de nós se estivéssemos entregues totalmente aos injustos e perversos?

Justiça… Ela em breve virá efetivamente e será extensiva a todos os filhos de Deus no retorno do Senhor Jesus. Quando isso acontecer, nossa alma não será mais alimentada com migalhas, mas será plenamente saciada conforme prometeu o Senhor.

Maranata Jesus!

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel 

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.