Consolador.

Pastoral (3)

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco” – Jo 14.16

 

A palavra “consolador” descreve alguém que está ao lado, que presta socorro, que dá apoio ou suporte em tempo de angústia. No original grego (parakletos) descreve também alguém que pleiteia a causa de alguém diante de um juiz ou outra pessoa, um assistente legal, ou intercessor. 

Não ha dúvidas que Jesus era visto como um consolador enviado por Deus para aliviar o sofrimento das pessoas através de curas, milagres e exorcismo de espíritos malignos que atormentavam o povo de Deus; além disto ele trouxe a esperança da instalação do reino de Deus entre os homens. Por diversas vezes os evangelhos descrevem o olhar misericordioso de Jesus que via o estado das pessoas: perdidas, alfitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor (Mt 9.36). 

Os discípulos estavam entre estas pessoas e acreditavam em Jesus como o Messias (Jo 6.67-69), mas estavam sem saber o que pensar ou fazer naquele momento. Jesus falava como quem iria deixá-los de forma definitiva – através do martírio – e eles não haviam contemplado tal possibilidade até aquele momento. Jesus sabia disto e exatamente por esta causa é que falou as palavras do verso em destaque. É nítido o paralelo que ele cria entre sua pessoa e a pessoa do Espírito Santo. A frase: “e eu rogarei ao Pai” o apresenta como um intercessor, alguém que está ao lado do supremo juiz para representar legalmente seus escolhidos. João entendeu bem esta questão e usa a mesma palavra em sua primeira carta, capítulo 2 verso 1, a qual foi traduzida como “advogado”.  A próxima frase: “e ele vos dará outro Consolador” revela que esta era uma causa ganha (uma outra pessoa para estar ao lado deles) e cujo resultado já deveriam considerar como efetivo. Por fim, a frase: “a fim de que esteja para sempre convosco” mostra que jamais seriam abandonados em momento algum do futuro ou de quaisquer discípulos que viessem depois deles. 

Nossos dias nos tem reservado muitas angústias e tristezas; no entanto é preciso lembrar sempre que não estamos sós: o Espírito Santo está ao nosso lado. Ele nos consola, ele nos fortalece, ele cuida do nosso futuro. Nele podemos nos apoiar e acreditar sempre.

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.