Atitude.

Pastoral (5)

“Porque Esdras tinha disposto o coração para buscar a Lei do SENHOR, e para a cumprir, e para ensinar em Israel os seus estatutos e os seus juízos” – Esdras 7.10

 

Conheço diversas pessoas que querem ter um relacionamento mais íntimo com Deus. Entendo que são sinceras e verdadeiras quando dizem isto, e sofrem porque não conseguem alcançar este objetivo. Na intenção de ajudá-las citei o verso acima, pois ele mostra alguns passos importantes que devem ser contemplados para que este relacionamento aconteça e se aprofunde cada vez mais. 

A primeira atitude que o texto revela é a disposição de coração. Por coração entendemos a atividade mental e a sede de todos os pensamentos e sentimentos. Dispor o coração significa um ato pensado, deliberado, fruto da vontade pessoal que não pode ser imposta por outra pessoa. Não é uma questão de exigência divina, mas é o exercício da liberdade de escolha daquele que foi alcançado pela graça e motivado pelo Espírito Santo para assim proceder. O querer é uma resposta direta da compreensão de que buscar ao Senhor é o melhor a ser feito. 

Outra atitude imprescindível é a intenção clara em cumprir aquilo que a Lei do Senhor estabelece. De nada adianta ter conhecimento profundo da Palavra se não for para colocá-la em prática. A vida cristã é muito mais do que ler e estudar a Palavra: estende-se aos atos realizados e as palavras proferidas revelando que estas coisas são manifestação real e palpável da fé. 

A próxima atitude desejável é ensinar o que se aprendeu. As pessoas têm a tendência de repassar aquilo que julgam ser bom e útil. Isto acontece com remédios (sejam industrializados ou caseiros), receitas de comida, indicação de lojas onde encontrar determinados produtos, etc. Quem encontrou a Cristo como seu Senhor e Salvador têm o desejo de repassar o conhecimento adquirido desta experiência aos outros porque julga ser isto de vital importância (questão de vida ou morte eterna). Quanto mais ensina, maior é a sensação de dever cumprido, de senso de utilidade dentro do reino de Deus. 

Ninguém melhor do que você para julgar seu coração. Se o seu desejo é aprofundar seu relacionamento com Deus, pergunte-se qual atitude está faltando em sua vida para que isto aconteça. Você lê a Bíblia e faz orações, mas tem cumprido o que a Palavra ordena? Tem realizado o que Deus espera da sua vida? E o que você tem feito com a experiência adquirida? Está ensinando outras pessoas? Tem repartido o pão do céu, o “pão nosso de cada dia”? Só você tem as respostas para estas perguntas.

Um bom e abençoado dia!

Rev. Joel 

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.