Andando em Humildade como Jesus

06-800x400

Esta devocional será sob o tema Andando nos Passos de Jesus, cuja fonte será o livro de Larry McCall, publicado pela Editora Fiel. O subtítulo será Andando em Humildade como Jesus.
Quando alguns magos vieram do Oriente a Jerusalém, em busca de Jesus, o Rei dos judeus, não o encontraram num palácio cercado por grande pompa, berço de ouro, utensílios caríssimos etc. Na verdade, encontraram Jesus, o eterno Filho de Deus, em um estábulo designado para animais.
Aquele que convida os homens: “Vinde a mim… …aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração…”, teve uma vida de humildade desde o seu nascimento até a morte, e morte de cruz. Andemos em humildade, à semelhança de Jesus.

Precisamos definir o que significa humildade, a escritora Larry McCall cita a definição do dicionário Webster’s: “Paciente e manso; não inclinado a irar-se ou ressentir-se; amável e dócil.” Nesse sentido, Jesus foi a própria encarnação da humildade. Você é uma pessoa com essa descrição?

O texto nos ensina sobre as atitudes e ações, demonstrando que Jesus era humilde em suas atitudes e ações, a palavra de Deus escrita, ou seja, a Escritura Sagrada apresenta-nos Jesus como alguém humilde, conforme registro na carta do apóstolo Paulo aos Filipenses 2.5-8. É muito importante lembrar, que Jesus já existia desde toda a eternidade antes de nascer entre os homens e, apesar de sua existência eterna, não reivindicou esta posição para si, nem exigiu esta glória enquanto andou sobre a face da terra. Embora “subsistindo em forma de Deus”, esvaziou-se dessa posição e assumiu a forma de “servo”. Ele veio para servir e dar sua vida em resgate de pecadores. Jesus submeteu-se completamente à vontade do Pai até o ponto de, completamente humilhado, desejar e permitir ser levado à cruz para morrer como grande pecador, embora não o tivesse sido.
A humilhação de Cristo consistiu nesses pontos fundamentais: o Rei dos reis desceu da sua glória, nasceu como homem, tornou-se servo obediente, foi levado à cruz como pecador maldito, experimentou a morte e foi sepultado.
A humildade de Jesus também é vista no episódio em que lava os pés dos discípulos. Antes da Festa da Páscoa, sabendo Jesus que estava chegando sua hora, durante a ceia, lavou os pés dos discípulos, conforme registro no evangelho de João 13, inclusive de Judas. Lavar os pés antes de uma refeição era uma questão de higiene, e era feito pelos escravos mais humildes. Embora sendo o Filho de Deus, Mestre e Senhor, Jesus realizou o serviço mais simples que um escravo podia realizar. Jesus não se importou em realizar a tarefa mais simples de um escravo, inclusive a favor de Judas, o traidor. Você faria isso?

A pergunta que devemos fazer de acordo com o texto é; Como a humildade de Jesus deve nos impactar?
Na carta aos Filipenses 2.5 começa com as seguintes palavras: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele…” Se o nosso relacionamento com Deus está fundamentado inteiramente na obra e na Pessoa de Cristo, segue-se que devemos ser humildes à semelhança de Jesus. Observemos os pontos de destaque de Filipenses 2.3: “Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo.”
Partidarismo não gera união, ao contrário, promove a divisão; devemos agir para que haja união, Jesus uniu os pecadores e formou a Igreja.
Vanglória é desejar algo que pertence somente a Deus, desejo de vanglória é desejo de ser adorado como Deus. Devemos fazer todas as coisas para a glória de Deus, Jesus deu toda glória a Deus.
Consideramos os outros superiores a nós mesmos quando reconhecemos que não somos melhores do que os outros, e também quando abrimos mão de nós mesmos, até do nosso direito, por amor ao Reino. Só pela graça!
Estamos dispostos a esvaziar-nos de nós mesmos e dos nossos interesses por amor aos outros como fez Jesus?
Estamos dispostos a servir uns aos outros, como fez Jesus?
Se andamos com Jesus, devemos ser humildes como Jesus!

A luz de tudo o que vimos aqui neste texto, convido você a refletir em quatro perguntas:

  1. Sabemos definir o significado de “humildade”?
  2. Por que deveríamos considerar a humildade como uma característica essencial na vida de alguém que anda com Jesus?
  3. De que maneira Jesus demonstrou ser alguém humilde e manso?
  4. De que maneira a humildade de Jesus deve afetar o relacionamento entre os irmãos na comunhão da Igreja?

Rogo ao Senhor, que nossos sentimentos leve-nos a ser como Jesus Cristo, humildes, mansos, verdadeiros adoradores do Pai. Que dia após dia sejamos levados a parecer com Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.

Louvado seja o nome de Jesus Cristo, hoje e por toda a Eternidade!

Uma semana abençoada!

Rev. Cristiam Matos

 

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.