2 Reis 6.15 a 20 – A dádiva da visão

photo-1501621667575-af81f1f0bacc

Sem dúvida alguma, o sentido que mais utilizamos é a visão. Este nos oferece múltiplas informações, as quais são devidamente processadas em nosso cérebro e desencadeiam nossas reações racionais, emocionais e reflexivas. Quando a visão enfraquece, imediatamente procuramos um especialista que nos ajude a recuperá-la, e estamos dispostos a fazer o tratamento que for necessário, desde a simples utilização de um colírio até uma cirurgia ocular. Não queremos deixar de ver com clareza e nitidez. Entendemos que a visão nos dá a oportunidade de contemplar o belo, de alertar sobre o perigo, de visualizar possibilidades.

Geazi era o moço que servia ao profeta Eliseu e é a pessoa a quem o texto escolhido se refere. Ele saiu cedo provavelmente para buscar água e deparou-se com um exército cercando a cidade. Naquele tempo era comum poupar a vida dos homens religiosos e a pergunta de Geazi deixa implícito que eles poderiam fazer algo a este respeito – fugir!

Muitas vezes agimos como este moço diante dos problemas que se avolumam diante de nossos olhos. Nossa primeira impressão é que não temos como lutar, que não há a mínima possibilidade de vencer, que o melhor a fazer é fugir para bem longe ou afastar-se o mais possível de um enfrentamento. 

Eliseu sabia que esta não era a solução. O certo era confiar em Deus que pode nos capacitar para vencer qualquer problema, qualquer gigante. Eliseu tinha seus olhos espirituais abertos e viu bem mais do que tropas inimigas: contemplou o grande e poderoso exército celestial que estava ali para defendê-los. Por isso Eliseu orou pedindo ao Senhor que abrisse os olhos do moço para que pudesse ver o que ele estava vendo; e isto aconteceu. 

É o poder da oração que abre nossos olhos para ver além das nossas forças, das nossas possibilidades. É o poder de Deus que nos capacita para crer e confiar, para descansar porque a batalha verdadeiramente não é nossa, mas sim do Senhor. 

Eliseu orou para que os inimigos ficassem cegos temporariamente, e depois orou para que recuperassem a visão. Oração é a fonte de poder e também a fonte de resolução de nossos problemas. 

Deus nos deu a bênção da visão; no entanto, às vezes não conseguimos enxergar nada além daquilo que nos atemoriza. Precisamos orar mais, confiar mais, suplicar mais para que Deus abra nossos olhos da fé para podermos ver mais além. Há luz no fim do túnel! Há solução para cada problema! Há um Deus poderoso que pode abrir nossos olhos!

Vamos orar e confiar?

Uma boa e abençoada semana!

Rev. Joel

A Agenda para 2020 está quase pronta!

Em Fevereiro todos os eventos já estarão agendados e você poderá visualizar por aqui.